Escolha seu Player 14039 Views

  • Assistir Trailer
  • Drive
Sequin in a Blue Room (Sequin no Quarto Azul)

Sequin in a Blue Room (Sequin no Quarto Azul)

Jun. 14, 2019Australia80 Min.Not Rated
Sua Avaliação 0
8.9 27 votos

Sinopse

Depois de um encontro casual em uma festa de sexo anônima, um garoto caça através do mundo de um aplicativo de engate para rastrear o homem misterioso. Favorecendo a gratificação instantânea de encontros sexuais anônimos e sem compromisso, em vez de relacionamentos significativos, o colegial Sequin faz parte da geração sempre conectada, mas nunca comprometida, de encontros. Ele fica longe de ex-parceiros e permanece emocionalmente indisponível. Isso até que ele encontra seu caminho para uma festa de sexo anônima, onde um novo mundo vertiginosamente atraente se desdobra diante dele. Em uma cena, Sequin se conecta com um estranho misterioso, mas eles são separados repentinamente. Totalmente obcecado por este homem, Sequin parte em uma missão emocionante e perigosa para rastreá-lo.

Escrito por Jory Anast e Samuel Van Grinsven, Sequin in a Blue Room é um conto queer altamente realizado sobre a maioridade e uma lufada de ar fresco da cena do cinema independente australiano.

Sequin in a Blue Room (Sequin no Quarto Azul)
Sequin in a Blue Room (Sequin no Quarto Azul)
Sequin in a Blue Room (Sequin no Quarto Azul)
Nome Original Sequin in a Blue Room
IMDb Rating 5.8 525 votes
TMDb Rating 6.7 6 votes
Compartilhe11

Assista Também

Vera
1:54
Chicken Tikka Masala
No Regret (Sem Remorso)
Ninguém é Perfeito (Flawless)
O Confeiteiro
Assunto de Meninas
O Massagista (The Masseur)
Daddy Hunt (Caça ao Papai)
Cognitio
The Man Who Loved Yngve
Unfriend

(6) comments

  • Arthur Le Fayet 14 de agosto de 2021 Responder

    Final muito fofo…, contrastando com tooooooooda a trajetória; mas o filme é interessante… Para quem já viveu “inferninhos sexuais” é um retrato fiel… Uma conexão com o risco e o imediatismo frio dos encontros casuais ou de origens virtuais, em geral… Eu me lembrei de histórias pessoais e de como isso molda tantas personalidades…

    Porém, eu sempre valorizei mais quem eu conheci fora desses ambientes “pesadissimos”, mas os meus amores mais marcantes começaram em algo mais ou menos assim…

    Assista, mas não espere ver nenhuma obra-prima…

    Achei ótimos, os atores. Fotografia rica, criativa… imagens obscuras, misteriosas… vários momentos voluptuosos…

    Muito obrigado pela postagem.

  • silvafernanda 15 de agosto de 2021 Responder

    Muito bom filme!

  • S4mu3L 21 de agosto de 2021 Responder

    ahhhhhhh… é legal o amigo dele da escola mas, eu queria que ele terminasse com o F

  • Anisio 26 de setembro de 2021 Responder

    Tadinho do colega! Não imagina a “cobra” que está ao lado dele! Bom filme!

  • Caique 30 de setembro de 2021 Responder

    Achei o filme ok. Só estranhei duas coisas (SPOILERS):
    1. O pai do rapaz parece aceitar numa boa a sexualidade do filho e tenta conversar mais com o filho sobre isso, e mesmo assim o rapaz afasta o pai de sua vida pessoal. Qual a justificativa? “Adolescente rebelde”? Pq na maioria das vezes os pais rejeitam os filhos e os filhos escondem suas vidas pessoais dos pais justamente por causa dessa rejeição. O rapaz parecia estar numa situação bem confortável em casa, e mesmo assim fez merda atrás de merda…
    2. O rapaz roubou o celular do cara e expôs a vida gay do cara pra esposa dele. E o que o cara faz? Dá um soco no rapaz. Olha, eu tenho a impressão que se fosse na vida real a reação do cara teria sido muito mais violenta, ele talvez teria até mesmo matado o rapaz, dependendo do estrago que o rapaz fez na vida do cara (não que isso seja desculpa pra violência, né). Achei que o cara pegou leve com o rapaz.
    Enfim, acho que tudo teria se resolvido bem se o rapaz tivesse devolvido o celular do cara o quanto antes (deixando claro que ele não estava mais interessado no cara) e se o rapaz decidisse conversar mais com o seu pai. O filme meio que se resume a “adolescente excitado fazendo merda atrás de merda”, e isso pra mim é meio básico demais (apesar de eu ter gostado dessa temática meio “Grindr”).

  • JoSil 28 de outubro de 2021 Responder

    Pareceu-me exagerado a busca de sexo desenfreado num jovem “esfomeado” … e com uma excessiva liberdade de movimentos (para a idade) com graves consequências … No final parece haver um arrepiar de caminho [9*]

Deixe um comentário

Nome *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published