Players 23692 Views

  • Assistir Trailer
  • Drive
  • GO
Matthias & Maxime

Matthias & Maxime

Oct. 09, 2019Canada119 Min.Legendado
Sua Avaliação 0
8 36 votes
O que está acontecendo?

Sinopse

Matthias, casado, um profissional em ascensão, Maxime e o grupo mais próximo de amigos de infância da dupla estão se aproximando dos 30 anos. Depois de topar fazer parte das filmagens de um curta de estudantes, Matthias e Maxime descobrem que terão que se beijar diante da câmera.

A cena provoca emoções confusas e abala a amizade dos dois de um jeito que eles nunca poderiam imaginar. Seleção Oficial do Festival de Cannes, do Festival do Rio e do Mix Brasil, em 2019.
.
O áudio foi corrigido com sucesso.

Matthias & Maxime
Matthias & Maxime
Matthias & Maxime
Matthias & Maxime
Nome Original Matthias & Maxime
IMDb Rating 6.8 2,008 votes
TMDb Rating 7.6 139 votes
Compartilhe45

Assista Também

Like It Is
Dear Dad (Querido Pai)
Sobre Nós
Anonymous – Legendado
The Angel
Cinquenta Tons Mais Escuros – Legendado
Los Jornaleros
Dog Tags – Legendado
E Agora? Lembra-me
Tirem o Sorriso do Rosto (Hide Your Smiling Faces)
Nosso Paraíso (Notre Paradis)
Ciao

(13) comments

  • Katyany 15 de março de 2020 Responder

    Gostei 😉

  • Thiago 16 de março de 2020 Responder

    O Filme é bom, tem algumas parte chatinhas mas no geral é um bom filme sim, achei o final fraco, exagerou na subjetividade, mas enfim é um filme que vale a pena ser assistido sim.

    PS: Quanto aos que reclamam por causa das duas vozes, é só não assistir, vocês não têm noção o trabalho que é para legendar e conseguir arquivos de filmes que ainda não foram lançados no pais, aprendam a respeitar o trabalho alheio, e ainda distribuido gratuitamente.

  • Vinicius 17 de março de 2020 Responder

    🙁

  • Dakkar lion 18 de março de 2020 Responder

    Concordo infelizmente estão exigindo demais isso nao e uma locadora online por favor mais respeito com o trabalho da equipe amei o empenho para conseguirmos assistir obrigado.

  • Thiago 18 de março de 2020 Responder

    Eu gostei desse filme porque o Xavier Dolan não encheu ele de vulgaridade barata como ele fez em seus filmes anteriores, tem todo um cunho de apelo social, moral e de realidade no filme. Por isso vale a pena ser assistido. E apesar do final apelas na subjetividade, é um filme com final agradável. Detesto filmes que termianam em tragédia, como os que eram feito na década de 90 até meados de 2010, como se estivessemos fadados a desgraça para sempre.

  • wesaxe 18 de março de 2020 Responder

    ameeeeei, principalmente a cena do segundo beijo hahahaha

  • Matheus 22 de março de 2020 Responder

    Um dos melhores filmes que ele já produziu e atuou. Tem algo na história que mexe com a gente… O medo de ceder, o medo de perder, o medo de acabar com a amizade… É tudo tão bem tratado que acaba nos abalando. Aquela cena naquela sala iluminada mais para o final do filme, meu Deus, que perfeição. É um filme que vale muito a pena ver… Claro que tem o final subjetivo, mas fica claro para quem assistiu ao filme que existe algo ali, o mesmo acontece com o final de Moonlight, tipo, não fica explícito o que aconteceu, mas a sensação de que tudo vai ficar bem paira sobre você e te faz entender… Obrigado.

  • Paulinho 30 de abril de 2020 Responder

    Muito obrigado , o site e foda!!!!!!!!!

  • Lucas 12 de julho de 2020 Responder

    Gostei mto! Obrigado!

  • Lucas 12 de julho de 2020 Responder

    Cuidado com SPOILERS aqui no meu coment: Mas eu fiquei com duas dúvidas que não consegui entender bem kkkkk 1 – O Menino bonito se passa por cliente do Matt certo? Ele não é cliente de vdd, mas por que ele fez isso? kkk 2 – No final, vcs acham que a ideia foi qual… eles vão ficar juntos, ou ele só vai deixar o menino no aeroporto? Antes mostra no carro acho que a esposa do Matt né? Nâo entendi bem o que ele quis mostrar nessa cena.. se alguém tem ideias, me aviseeem

  • emanuelli santos 15 de julho de 2020 Responder

    o filme é lindo …o final nos deixa imaginar muitas versões, ameiii

  • Vini 24 de julho de 2020 Responder

    Gente, eu sou burro ou vocês tbm não entenderam o final? No meu universo paralelo, queria que eles viajassem juntos.

  • Tih_Serenes 9 de outubro de 2020 Responder

    muito obrigade ao admin do site pelo filme!! e eu gostei muito desse filme, mas… quase dormi do início até o meio, até entender o que estava acontecendo e “aonde” queriam chegar com o rumo da história…! 😛 [só sei que, se algum dia eu conseguir namorar com um cara, e casar, é claro, quero que a minha sogra seja que nem Dona Francine…! <3 adsdas]
    pois bem, vou explicar alguns pontos pertinentes de filme; por tanto o ALERTA DE SPOILER!

    [eu também não tinha entendido bem porque o filme da Erika já começava com um beijo homossexual, mas percebi que era só uma estrategia de roteiro do Dolan de já ir direto ao ponto, senão, talvez o filme tivesse 3 horas de duração ao invés de 2…!] 😛 kk
    então, em resumo, antes de qualquer coisa, se tu quiser entender "melhor" esse filme teria de assistir ele mais de uma vez, a primeira, na ordem "normal"; mas, depois, teria de ser de trás pra frente… pra então montar o quebrada-cabeça que é a relação dos dois…! kk
    porém, se alguém não tiver tempo [ou paciência] pra fazer isso, deixa comigo que eu explico… dsa o Matthias e o Maxime já eram amigos desde o início do ensino fundamental, e, pelo que parece, também sempre foram apaixonados um pelo outro desde essa época também…! (pra quem não percebeu, é só prestar atenção na quantidade de vezes que o Frank parece tentar juntar os dois; ou no fato que parece que o Rivette joga um pouco de indiretas ou, às vezes, "sutilmente" diz pra Matthias ficar com Maxime e vice e versa – quase imaginei que fosse acontecer de o Frank ou o Rivette trancar o Maxime com o Matthias num quarto e dizer "tem camisinhas na cômoda ao lado da cama, podem se divertir a noite toda…!") mas, a máxima é fato que por diversas vezes o Maxime só falta falar "Matthias, o meu cu tá gritando o teu nome, quer ouvir…" e o Matthias faz o quê…?! FOGE! sda [tudo bem, esse é um filme em que, sim, infelizmente, é sobre auto-descoberta e aceitação… [falando sinceramente, eu não vejo problema nenhum em um filme do tipo, mas… pra um roteirista, diretor e autor de cinema como Xavier Dolan, um filme do gênero "faria mais sentido" no início da carreira do que depois de tantos anos, pra quem começou "relativamente" cedo no ramo…!] mas, ok… 😛 sda] então, sim, é bom lembrar, em 2 horas de filme, com 2-3 semanas de história, e depois de tantos anos, o Matthias fica fugindo dos sentimentos que tem pelo Maxime mais que Diabo foge da cruz…! 😛 (o que seria estranho, parando pra pensar, que, 1º) os dois sentiriam isso desde o início da adolescência; 2º) o Canadá [onde se passa o filme], ao menos nesses últimos 10 anos, é um dos países mais abertos e apoiadores da Comunidade LGBT; 3º) Francine, a mãe dele, gosta muito do Maxime, praticamente trata como a um filho; e 4º) "teoricamente" já era pro Matthias ter se entendido e aceitado… – mas, de novo, ok! e isso tudo que eu falei não foram críticas; só pontos que eu acredito serem pertinentes…) dsa e, digo isso porque, desde o primeiro momento que Erika sugere de os dois protagonistas título de contracenarem um beijo em frente a uma câmera, Matthias foi o único e "principal" contra, praticamente quase começando uma guerra pra não ter de fazer… dsadsasda o Maxime, um de maneira relativamente fácil, aceitou naturalmente que poderia ser LGBT, vide que não tem como mudar isso, não é…! ;P o que culminou, eventualmente, na cena DE-LI-CIO-SA dos dois naquela peça da casa cheia de entulho, que começou de forma romântica, mostrando que os dois não nutrem só desejos, sentimentos carnais um pelo outro! a coisa é muito mais profunda, demonstrando que a relação dos dois sempre foi muito mais complexa e complexada que se poderia imaginar… (o que é enfadonho, já que, quem não mantém uma relação complexa com alguma amizade…?! dsa [mas, o que me deu mais vontade de rir mesmo foi a ceninha de ciumes que ele fez na sala ao ver o Rivette de conchavo com o Maxime kk eu sempre dô risada de "machos héteros" com ciumes dos amigos gays, enquanto dizem que NÃO sente nada além de amizade pelos caras…] 😛 kk)
    continuando… pra quem não entendeu, o McAfee é REALMENTE o cliente que o Matthias teria de esperar na estação vindo dos EUA, mas, McAfee é um outro tipo de "macho hétero" num nível um pouco pior que o do Matthias: ele é aquele tipo que só fica e transa com os amigos na "brotheragem", que vai a boates "héteros" pra mostrar o quão HETEROZÃO é, que "enche" a boca pra falar o orgulho que tem da esposa/namorada, enchendo ela de tantos elogios diferentes, mas que também é quase tão tóxico quanto Césio-157 porque, na primeira oportunidade, vai trair ela com toda a ala masculina da guria/mulher e ela nem vai ficar sabendo… e, talvez a aliança de noivado também seja falsa (assim como o caráter dele…), sendo só um chamariz pras gays que só querem transar sem compromisso; ou pra aquele tio/tia que vive se intrometendo e perguntando a cada festa de família "e as namoradas?"; ou talvez seja só pra mostrar que ele faz sexo com outros homens em segredo, "no sigilo"…! de qualquer maneira, por diversas vezes, o próprio Matthias, na ingenuidade ou não, quase caiu na lábia dele, virando meramente só mais uma foda na coleção de um "americano enrustido", mau-caráter e aproveitador ads

    agora, vamos ao final [que ficou muito subjetivo mesmo…!]: é o Frank quem sai de dentro do carro, enquanto Maxime sai de casa; o que não ficou "esclarecido" é se o "casal" iria ficar junto ou não depois disso, pois, tudo indicou que foi na frente da casa do Maxime que Matthias estava… [que o próprio Maxime deu um leve sorriso, mas tentou disfarças depois como se o sol estivesse batendo muito forte no rosto… kk]

    mesmo assim, como eu disse lá em cima, o conjunto da obra ficou muito bom, apesar de ter quase fugido do estilo "dolaniano" de filme…! <3 (só queria saber se todas as mães de pessoas LGBTs do Canadá são quase todas implicantes com seus "bebês"… k ;P porque, aqui no Brasil, como mostrou a novela do Felix, mesmo que a mãe seja relapsa, complexa ou só distante, nós, principalmente as bixas, somos mais apegadas a elas e nos damos "melhor" com elas, do que seria o mesmo caso em outros países…! 😛 sdasad – a minha relação com a minha mãe é um "exemplo" disso, discutimos várias vezes por N motivos, discordamos em quase tudo, mas sou até mais apegada a ela que seria ao meu pai, ou a minha irmã com relação aos dois…) pra finalizar, mais uma vez, não fiz uma crítica ao filme, sequer a nada relacionado a ele (só ao McAfee), amei ele mas custei a entender o que o Dolan queria apresentar/trazer com a história…! 😛 então, decidi apresentar esse "pequeno" comentário sobre o que entendi do que vi… kk 😉 ;* <3

Deixe um comentário

Nome *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published
Website