O que está acontecendo?

Players 18580 Views Reportar Erro

  • Drive
In The Dark (No Escuro)

In The Dark (No Escuro)

Aug. 23, 2017Estados Unidos30 Min.Legendado
Sua Avaliação 0
8.3 44 votes

Sinopse

Sinopse: Um estudante universitário gay, Austin, está escondendo sua sexualidade de todos em sua vida, até conhecer Eric. Austin é instantaneamente atraído pelo conforto de Eric em quem ele é. Quando eles começam um relacionamento, Austin pode ter que escolher entre manter Eric em sua vida ou manter seu segredo.

In The Dark (No Escuro)
Nome Original In The Dark

Director

Ryan Beene
Director

Elenco

Compartilhe37

Assista Também

Sauna the Dead: A Fairy Tale
Cariocas
O Porteiro do Dia
Midnight (Medianoche)
Chapô
A Mesma Lua
Papai Noel tem um Namorado
Nervos de Aço
Mona
Terra sem Pecado
Love Trip
Mørke Rum (Perpetual)

(11) comments

  • Nuno Link 23 de maio de 2018 Responder

    Alguém sabe me dizer o nomes de todas as músicas que passou nesta curta? Obrigado

    • Saf 27 de maio de 2018 Responder

      Fools – troye sivan
      To build a home – cinematic orchestra

    • Ivani 24 de novembro de 2020 Responder

      Amber Run – 5AM

    • Plusbr 25 de novembro de 2020 Responder

      São seis músicas no total e todas estão nos créditos do filme aos 29min45.

  • Nicholas 24 de maio de 2018 Responder

    Curta lindo! adoro casais inter-raciais, e este possui muita química. Já tina assistido pelo youtube sem legendas. Grata surpresa terem finalmente legendado <3

  • davigomes 31 de maio de 2018 Responder

    Interessante. Legal! Merecia uma continuação…

  • denis kleber soares santos 2 de novembro de 2018 Responder

    LindoD+

  • Katyany 27 de maio de 2020 Responder

    Gostei, queria uma continuação

  • Marooquito 22 de julho de 2020 Responder

    Porquê sempre choro com esses filmes? Eu sou muito bobo msm marooquito

  • Ivani 24 de novembro de 2020 Responder

    Que fofo, amei.

  • Plusbr 25 de novembro de 2020 Responder

    Gostei muito desse curta. Ele aborda um tema super delicado que é o estar pronto para se assumir para a sociedade como sair de mãos dadas pela rua, por exemplo.
    Há pessoas que simplesmente não conseguem isso, mesmo que elas se amem e se respeitem como gays, mas não conseguem se assumir em lugares que não sejam seus espaços de conforto, seguros. Acredito que o medo da violência acaba sendo bem maior que a vontade de se sentir livre para fazer o que quer.

Deixe um comentário

Nome *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published
Website